Boletim das onas através do site WAVES

NOTÍCIAS



Imprimir esta matéria   Enviar este link para um amigo(a)



Anjos do Mar

por Waves - Nancy Geringer - 05/11/2006

WCT Brasil -  Vila, Imbituba - SC. Foto: Aleko Stergiou
WCT Brasil - Vila, Imbituba - SC. Foto: Aleko Stergiou

A equipe do Salva Surf Resgate é responsável pela segurança dos atletas na etapa brasileira do WCT, que rola na praia da Vila, Imbituba.

Formado por um grupo de experientes big riders praticantes de tow-in, que inclui João Capilé e Dê da Barra, o Salva Surf Resgate é coordenado por Bira Schauffert.

Durante os dias em que a prova foi adiada, os seguranças aquáticos aproveitaram para manter o condicionamento físico.

“Temos que estar sempre atentos às chamadas. Mas, quando efetivamente cancelam o campeonato, partimos para o treinamento, praticando corrida e nadando bastante. Além de dar um trato nos jet-skis”, conta João Capilé.

Durante as baterias, cada atleta tem o apoio de um jet-ski. Ao encerrar a onda, o competidor levanta a mão e é resgatado para voltar mais rapidamente ao outside.

Como a previsão indica a entrada de uma grande ondulação para os próximos dias, o trabalho da equipe será ainda mais fundamental.

“A adrenalina já começou a bombar e estamos torcendo para que as ondas grandes entrem mesmo, pois todo mundo quer ver show de surf”, explica Sidney Arute, socorrista do Salva Surf Resgate.

Todos os integrantes têm curso de atendimento pré-hospitalar para realizar o resgate e socorro na praia, até a chegada dos bombeiros. Revezam-se na pilotagem dos jets Capilé, André Barcellos e Dê da Barra. Os outros componentes assumem outras funções, como socorrer e coordenar as ações.

Entretanto, o trabalho durante as competições costuma ser ‘calmo’. A única ocasião em que o Salva Surf precisou entrar em ação para resgatar um atleta foi no ano passado, durante etapa do WQS na praia Mole, Floripa.

“O catarinense Ricardo Azevedo deslocou o ombro na bateria, foi rapidamente resgatado, colocamos o ombro novamente no lugar e ele voltou para a água e venceu a disputa”, lembra Arute.

Mas, o trabalho do Salva Surf Resgate não se resume apenas ao atendimento aos atletas. “Também controlamos o público. Outro dia mesmo um banhista entrou no mar bem na parte crítica da correnteza e começou a ser puxado. Tivemos que imediatamente pular na água para retira-lo”, conta.

“Temos que ficar preparados para tudo. Nosso trabalho é diferenciado, fazemos cursos de reciclagem para nos manter atualizados sobre as novidades nos cursos de resgate”, enfatiza Arute.



Imprimir esta matéria   Enviar este link para um amigo(a)

+ ARTIGOS


Certificado Top Qualidade 2009


Surf Tours Surf Tours

Power Fit - Treinamento e Saúde

Free Surfer

Floripa Turbo Internet Via Rádio em Florianópolis Central Surf Floripa Turbo Provedor de Internet via ondas de Rádio


Salva - Surf Brasil Resgate  Todos os direitos reservados Salva - Surf Brasil Resgate Salva vidas voluntários do Brasil 2001 | 2008Desenvolvimento Gráfico e Web